Papais, mamães e responsáveis precisam ficar atentos quanto à higiene bucal para crianças, buscando dicas de profissionais como pediatras e dentistas para que o processo seja mais efetivo.

A partir do momento que um bebê passa a ter contato com alimentos além do leite materno, as gengivas devem ser limpas de maneira delicada. 

A remoção de resíduos de papinha ou fruta amassada após a alimentação já é um demonstrativo de que a criança precisa cuidar mais da saúde bucal, com higienização podendo ser feita com gaze umedecida ou dedeiras de silicone.

Nos primeiros anos de vida, é preciso utilizar produtos e acessórios específicos para a idade. Em uma área dedicada à criança, podem ficar à disposição:

  • Escova de cerdas extra-macias;
  • Pasta de dente indicada;
  • Fio dental;
  • Enxaguante bucal.

É preciso seguir a faixa etária indicativa, conforme informado nas embalagens e/ou conforme recomendações do profissional. 

Mesmo sendo a primeira dentição, os chamados dentes de leite, eles precisam ser cuidados de maneira adequada para a dentição permanente se mostrar de forma mais saudável.

Procedimentos de limpeza em clínica odontológica

A escovação de dentes na fase infantil é comum e deve ser acompanhada pelos pais, mães e responsáveis. É importante reforçar junto às crianças que, mesmo na escola, os dentes devem ser limpos após as refeições.

As visitas ao consultório odontológico também devem ser realizadas a partir da primeira infância, quando os dentes apontam na gengiva. 

Se houver manchas nos dentes, é preciso verificar por que isso está ocorrendo e verificar procedimentos como oa profilaxia e hábitos alimentares para suavizar o quadro.

Já a partir dos 15 anos, caso as manchas ainda sejam um incômodo e o odontologista identifique que é possível realizar o tratamento, pode-se aplicar um tratamento de clareamento dental para recuperar a coloração dos dentes.

De modo geral, esse tipo de interferência no esmalte dos dentes na fase infantil (como manchas e amarelamento) pode ocorrer por diversos fatores, como excesso de açúcar no leite, produtos industrializados como refrigerante, suco de caixinha e achocolatados.

O ideal é que as crianças tenham uma refeição controlada, insistindo em legumes e vegetais como pratos principais, e frutas como sobremesa.

Os refrigerantes devem ser evitados ao máximo, pois possuem muito corante e podem ser corrosivos para o esmalte. Essa é uma das principais causas de manchas e contribui para o surgimento das cáries, que podem influenciar na perda do dente de leite de forma precoce.

Caso seja inevitável a ingestão de líquidos, que seja feita em pequenas doses, dando preferência aos sucos naturais e água entre as refeições. No café da manhã, por exemplo, o leite é um ótimo complemento para os pães e frutas.

Assim, o melhor é que a criança descubra quanto custa um clareamento dental apenas quando a formação da estrutura dental estiver completa, como modo de complementar e aprimorar a estética dental. Afinal, esse tratamento é mais indicado para ser aplicado nos dentes permanentes e já fortalecidos.

Correção de alinhamento da dentição

Um acessório comum para acalmar as crianças é a chupeta. Desde bebê essa é uma maneira que papais e mamães encontram para que os bebês possam ficar quietos, com a sensação de que estão com o bico dos seios da mãe enquanto mamam.

Muitos modelos são descritos como anatômicos mas, ainda assim, podem prejudicar o crescimento dos dentes, principalmente os que estão na parte superior, logo à frente.

Esse costume de uso de chupeta pode resultar no uso de um aparelho invisível ortodôntico a partir da adolescência. 

Isso porque o palato pode sofrer uma alteração, refletindo na dentição quando os dentes de leite são substituídos pelos permanentes.

Com o avanço da tecnologia, é possível fazer um escaneamento de toda a parte interna da boca, tendo um mapeamento completo do posicionamento dos dentes, altura das gengivas, composição da língua e até mesmo a garganta.

Esse avanço na área odontológica permite que os pacientes que precisam corrigir o posicionamento dos dentes utilizem um aparelho dental invisivel e móvel, o que reduz desistências no tratamento e permite um cuidado mais facilitado. 

Isso significa que o adolescente, ou adulto, que passa por esse tratamento dentário, pode remover para melhor higienização e garantir a saúde bucal. 

Dessa forma, cabe aos pais tomar todo o cuidado quando decidir oferecer ou não a chupeta. O mercado oferece diversos modelos, mas sempre há um resquício quando se trata de formação dos dentes.

Dentes separados têm solução eficiente

As características de um indivíduo é único em diversos sentidos. Quando se trata da dentição infantil, isso é perceptível, pois os dentes de leite podem ser de uma forma e, quando chegam os permanentes, surgem detalhes que passaram despercebidos anteriormente.

É o caso do diastema, a separação dos dois dentes superiores por um pequeno espaço. 

Após a chegada dos dentes permanentes, uma pessoa pode procurar um profissional e colocar uma lente de contato dental no local, reduzindo esse espaçamento.

Dessa forma, o diastema desaparece e a aparência muda, podendo impactar diretamente na autoimagem Essa é uma escolha pessoal, podendo interferir na autoestima e, por isso, deve ser bem avaliada antes da colocação.

De modo geral, o procedimento pode ser feito a partir dos 15 anos, quando a estrutura bucal já estiver completa. 

A saúde bucal é importante em todas as fases da vida, e ela pode começar pela primeira infância. Tudo pode ser lúdico e divertido, demonstrando de forma consciente que é preciso tomar cuidado com os dentes ao longo da vida para evitar doenças bucais.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.