Enfaixar é uma prática usada em todo o mundo há séculos, originando-se já em 4000 AC.

Há muitos benefícios em embrulhar um bebê. Não apenas acalma e tranquiliza os bebês, mas também os ajuda a dormir mais. Estudos recentes descobriram que bebês são mais silenciosos, dormem mais e têm frequências cardíacas mais baixas e estáveis ​​quando enrolados. Quando feito corretamente, enfaixar é uma maneira maravilhosa e segura de ajudar a acalmar e confortar seu bebê.

1)  A técnica de embrulhar imita o útero

A transição do útero para o mundo não é tão simples para o seu novo filho. Os bebês de repente se encontram em um mundo frio e brilhante do que antes era um ambiente quente e aconchegante. O enfaixamento recria a sensação de segurança e aconchego do útero, tornando a transição do bebê mais fácil.

2)  Enrolar imita o toque

Foi comprovado que o toque tem efeitos neurológicos; ele desencadeia uma resposta auto-calmante no cérebro humano, estabiliza nossa frequência cardíaca e pressão arterial e reduz os níveis de cortisol. Da mesma forma, o toque é fundamental para o desenvolvimento infantil saudável. Uma faixa confortável ajuda a imitar a pressão suave do toque da mãe e ajuda o bebê a ter um sono mais longo e reparador com menos distúrbios.

Bebês enfaixados tendem a adormecer mais rapidamente e a dormir de forma mais consistente durante a noite. Se o bebê dorme melhor, então mamãe e papai dormem melhor, e isso é ótimo para toda a família!

3)  Enrolar ajuda com o Reflexo de Moro

Um dos benefícios de enfaixar um bebê é que ajuda a aliviar os efeitos do reflexo de Moro. O reflexo de Moro, ou reflexo do susto, é uma resposta neurológica normal que faz com que o recém-nascido sinta que está em queda livre. Os bebês vivenciam isso o tempo todo nos primeiros 3 a 4 meses de vida. Embora a presença do reflexo de Moro seja uma indicação de um bebê saudável, seus efeitos podem perturbar o sono do bebê. O reflexo do sobressalto faz com que o bebê tenha movimentos involuntários que podem facilmente acordá-lo, e o enfaixamento ajuda a prevenir esses movimentos espontâneos, permitindo um sono muito mais tranquilo.

4)  Embrulhar ajuda a regular a temperatura

Embora enfaixar o bebê possa ajudar a manter a temperatura ideal, é importante garantir que você esteja usando um cueiro ou Swaddle respirável de alta qualidade, para garantir que o bebê não superaqueça. Evite “enfaixar duas vezes” ou usar um cobertor muito quente. O empacotamento excessivo com várias camadas pode causar superaquecimento do bebê, o que pode aumentar o risco de Síndrome da Morte Súbita. Um tecido respirável, como a malha 100% algodão ajudará a manter seu bebê aquecido e confortável, sem o perigo de superaquecimento.

Os especialistas também recomendam manter uma temperatura ambiente confortável. Depois de ser enrolado, a pele do bebê deve ser confortável ao toque e não muito quente.

5)  Embrulhar o bebê ajuda a aliviar as cólicas

Qualquer pai que teve um bebê com cólicas irá lhe dizer que essa pode ser uma das experiências mais difíceis para os pais. Alguns pais descrevem um sentimento de impotência devido à incapacidade de acalmar o choro do bebê. Acredita-se que a cólica seja principalmente o resultado do desenvolvimento do sistema digestivo, tornando difícil para o bebê digerir os alimentos. Isso pode causar gases e outras dores intensas, levando a choro prolongado e inconsolável ou agitação em um bebê saudável.

Um dos benefícios de enfaixar um bebê é que ele pode ter um efeito maravilhosamente calmante e terapêutico em um bebê com cólicas, aplicando uma leve pressão na barriga do bebê. A pressão e a sensação de um casulo imitam o útero e fornecem alívio para o bebê.

6)  Embrulhar o bebê reduz os incidentes de SMSI

O enfaixamento, quando feito corretamente, é eficaz e seguro. A Sociedade Americana de Pediatria relata que enfaixar ajuda o bebê a manter a posição supina durante o sono (dormindo de costas). A pesquisa também descobriu que bebês colocados para dormir de bruços correm um risco maior de SMSI. Os bebês devem, portanto, ser sempre colocados para dormir de costas, nunca de bruços ou de lado. Enrolando o bebê na posição supina, você o ajuda a manter essa posição segura para dormir. Para um bebê que ainda não é capaz de rolar sozinho, o risco de SMSI diminui.

Você deve parar de enfaixar quando o bebê começar a rolar de trás para a frente, se soltar do envoltório do bebê.

Cobertores e lençóis soltos também representam uma ameaça à saúde do bebê, pois aumentam as probabilidades de sufocação. O envoltório do bebê também restringe os braços do bebê e ajuda a evitar que o bebê puxe roupas ou lençóis soltos sobre a cabeça. Também é importante manter qualquer roupa de cama ou roupa solta fora do berço do bebê e parar de enrolá-lo quando ele começar a rolar.

7) Os bebês enfaixados são mais felizes

Já falamos sobre os benefícios de enfaixar um bebê, incluindo como o enfaixamento pode ajudar a acalmá-lo e tranquilizá-lo, mas você sabia que também desencadeia um mecanismo de “relaxamento” em bebês? 

O famoso pediatra americano Dr. Harvey Karp compartilha mais das maravilhosas qualidades dos panos em seu livro – O bebê mais feliz do pedaço.